Receba as newsletters da ABEN:
Imagem loading
English

Pesquise uma Notícia

Por Data:

Ver Mais: 1 : 2 : 3 : 4 : 5 : 6 : 7 : 8 : 9 : 10

Vice-diretor geral da AIEA visita central nuclear de Angra

(11/12/19) Nesta terça-feira (10), a central nuclear de Angra recebeu a visita do vice-diretor geral da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), Mikhail Chudakov. Essa foi a segunda vez que o dirigente - que também é chefe do Departamento de Energia Nuclear da entidade - esteve nas usinas. A primeira foi em 2004. Ele foi recebido pelo presidente da Eletronuclear, Leonam dos Santos Guimarães, e o diretor Técnico, Ricardo Luís Pereira dos Santos.

A visita começou pelo Observatório Nuclear, onde Chudakov e outros convidados assistiram a uma apresentação de Leonam sobre os projetos prioritários da companhia. Ele falou sobre a perspectiva de conclusão de Angra 3 e da construção de novas usinas, a performance de Angra 1 e 2, além da Unidade de Armazenamento Complementar a Seco de Combustível Irradiado (UAS), entre outros assuntos.

Em seguida, o vice-diretor geral da AIEA conheceu as obras de Angra 3 e o almoxarifado onde estão armazenados os equipamentos da usina. Lá, ele viu o trabalho que a Eletronuclear vem fazendo para preservar o material. Por fim, visitou Angra 2.

Chudakov disse estar impressionado com a central nuclear de Angra. Ele ressaltou que as usinas da Eletronuclear produzem energia confiável de forma segura e com alto grau de eficiência e desempenho. Além disso, lembrou que o mundo precisa aumentar a participação da energia nuclear para honrar os compromissos do Acordo de Paris e da COP 21 e promover um futuro sustentável.

Apoio na construção de usinas

O dirigente também frisou que a AIEA tem como um de seus objetivos dar apoio aos países membros que operam ou pretendem operar usinas nucleares. "Temos um leque de programas que ajudam esses países a construir usinas seguras e confiáveis e a operá-las de forma sustentável. Meu departamento também atua em áreas como ciclo do combustível nuclear, extensão de vida útil de usinas, descomissionamento e gerenciamento de rejeitos", explicou.

Pela manhã, Chudakov conheceu a unidade de Resende das Indústrias Nucleares do Brasil (INB). Em sua vinda ao Brasil, ele também visitou a sede da Comissão Nacional de Energia Nuclear (Cnen), no Rio; as instalações industriais da Marinha em Itaguaí (RJ); o Centro Experimental de Aramar (CEA), em Iperó (SP), que faz parte do Centro Tecnológico da Marinha em São Paulo (CTMSP); e o 9º Distrito Naval em Manaus (AM).

Para o presidente da Eletronuclear, a visita do vice-diretor geral da AIEA é importante, pois estreita ainda mais os laços entre a empresa e a agência, ainda mais ao se levar em conta que Chudakov está à frente da área que cuida das aplicações energéticas da energia nuclear. "Ele tem nos auxiliado bastante. Temos tido a oportunidade de fazer vários treinamentos na agência. Temos a expectativa de que nossa relação com a AIEA, que já é muito boa, melhore ainda mais", comentou.

Leonam acrescentou que a missão da agência de fomento à geração nucleoelétrica é fundamental para o setor nuclear. "A agência tem tido um papel proativo na divulgação da importância da energia nuclear no contexto da mudança climática e da transição energética", destacou.

Credibilidade e transparência

O presidente da INB, Carlos Freire, também participou da visita à central nuclear. Em sua opinião, a interface com a agência é de extrema importância, pois dá credibilidade ao programa nuclear brasileiro. "A visita de um alto dirigente da agência às instalações da INB, da Eletronuclear e da Marinha do Brasil demonstra de forma clara para o mundo a transparência, o cuidado e a segurança com que atuamos", avaliou.

Já Ricardo Yamamoto, assessor Técnico do CTMSP, acrescentou que a atuação da AIEA também é de suma importância para garantir o uso pacífico da energia nuclear. "A agência é essencial para manter a estabilidade mundial por meio de suas salvaguardas", concluiu.

Fotos: Divulgação Eletrobras Eletronuclear

Fonte: Assessoria de Comunicação Social da Eletrobras Eletronuclear

Associação Brasileira de Energia Nuclear

Rua Candelária, nº 65, 14º andar - Centro, Rio de Janeiro (RJ) - CEP 20.091-906 / Tel: (21) 2266-0480 / (21) 2588-7000 - ramal 4721