Receba as newsletters da ABEN:
Imagem loading
English

Pesquise uma Notícia

Por Data:

Ver Mais: 1 : 2 : 3 : 4 : 5 : 6 : 7 : 8 : 9 : 10

Relatório constata que pequenos reatores modulares são ideais para a Austrália

(13/10/21) Com o movimento da Austrália rumo à descarbonização, chegou o momento de considerar seriamente um papel para as tecnologias nucleares avançadas, como pequenos reatores modulares (Small Modular Reactors - SMRs), declarou na última quarta-feira, dia 6, a CEO do Conselho de Minerais da Austrália (MCA, na sigla em inglês), Tania Constable.

Conforme o documento Small Modular Reactors in the Australian, esses reatores são ideais para o mercado energético australiano, considerando aspectos como maior segurança, custo mais baixo que o de reatores nucleares de grande escala ou de métodos equivalentes de produção de energia e menor geração de rejeitos que os reatores atuais. Além disso, como SMRs têm uma capacidade semelhante à de muitas unidades geradoras existentes que compõem usinas térmicas movidas a carvão e gás na Austrália, poderiam substituir perfeitamente turbinas antigas sem a necessidade de investimentos adicionais na rede.

Embora a Austrália não possua atualmente usinas nucleares em operação, ela detém cerca de um terço das reservas globais de urânio e o reator nuclear de pesquisa OPAL. Regulamentos federais e estaduais proíbem a geração nucleoelétrica no país da Oceania, mas uma comissão parlamentar recomendou, em 2019, que o governo considere a possibilidade de levantar parcialmente a atual moratória sobre energia nuclear para permitir o desenvolvimento de tecnologias novas e emergentes.

Leia a matéria completa (em inglês) aqui. Ela data de 06/10/21.

Fonte: World Nuclear News (WNN)

Associação Brasileira de Energia Nuclear

Rua Candelária, nº 65, 14º andar - Centro, Rio de Janeiro (RJ) - CEP 20.091-906 / Tel: (21) 2266-0480 / (21) 2588-7000 - ramal 4721