Receba as newsletters da ABEN:
Imagem loading
English

Pesquise uma Notícia

Por Data:

Estudantes de curso técnico conhecem laboratórios do IRD

(24/05/17) Alunos do curso técnico em segurança do trabalho do Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca visitaram o Instituto de Radioproteção e Dosimetria (IRD/Cnen) na última terça, dia 23. Foram recebidos por tecnologistas da Divisão de Emergências Radiológicas e Nucleares e do Serviço de Radioproteção do instituto.

Nos laboratórios, os estudantes e professores conheceram um pouco mais sobre as aplicações da tecnologia nuclear na indústria. Puderam ver exemplos de para-raios radioativos, medidores nucleares e equipamentos usados em gamagrafia, técnicas que possibilitam conferir qualidade a produtos e processos industriais. As aplicações da tecnologia estão muito próximas do cotidiano e nem sempre são percebidas, lembraram alguns dos estudantes. Exemplos dessa aplicação estão nas indústrias química e petroquímica, alimentos, bebidas, entre outras.

De acordo com a estudante Thayná Fernandes dos Santos, cursando o terceiro ano, a visita atendeu ao interesse do grupo e trouxe informações relevantes para sua formação. O professor da Cefet Francisco Moysés de Carvalho destacou a excelência na recepção dos estudantes. A instituição já encaminha seus alunos para as visitas técnicas há alguns anos.

Na área de emergência, o grupo conheceu equipamentos de proteção individual utilizados em uma emergência real e até experimentaram a sensação de se paramentar com macacões e máscaras. Em uma experiência montada especificamente para o grupo, usaram detectores de radiação e fontes-teste. Puderam observar como o tempo, a blindagem e a distância da fonte são empregados em proteção radiológica. Materiais como papel, água e chumbo foram usados para atenuar a radiação. As fontes emissoras foram camisinhas de lampião, as mesmas empregadas, por exemplo, em acampamentos.

O tecnologista José Francisco Pereira explica que naquele lampião de camping ou pesca, equipamento muito prático à venda nas lojas, encontra-se o elemento tório, em forma de óxido. Utilizando exemplos práticos, do cotidiano das pessoas, ele pôde mostrar a importância dos detectores de radiação e a confiabilidade desses instrumentos que, somados ao conhecimento técnico e EPI's adequados, dão a segurança para o profissional que atua em uma emergência. Há mais de 45 anos o IRD se dedica ao uso seguro da radiação no país.

Fonte: Assessoria de Comunicação Social do Instituto de Radioproteção e Dosimetria (IRD/Cnen)

Associação Brasileira de Energia Nuclear

Av. Rio Branco, 53, 17º andar, sala 1.702 - Centro Rio de Janeiro (RJ) - CEP 20.090-004 Tel/Fax: (21) 2203-0577 / 2266-0480