Receba as newsletters da ABEN:
Imagem loading
English

Pesquise uma Notícia

Por Data:

Ver Mais: 1 : 2 : 3 : 4 : 5 : 6 : 7 : 8 : 9 : 10

Eletronuclear assegura ao Ministério Público que tem combustível para garantir plano de emergência

(29/05/18) Nesta terça-feira (29), a Eletronuclear enviou carta ao Ministério Público Federal (MPF) em Angra dos Reis reiterando que a empresa tem combustível suficiente para atender às exigências do plano de emergência da central nuclear de Angra. O MPF havia pedido esclarecimentos à companhia depois que a prefeitura do município declarou estado de emergência, alegando que – por conta da falta de combustível na cidade decorrente da greve dos caminhoneiros – o plano estaria comprometido.

No documento, a Eletronuclear informa que tem um estoque de 14 mil litros de óleo diesel, o que é suficiente para atender as necessidades operacionais da central nuclear e do Plano de Emergência Local (PEL) por nove dias. O PEL é de responsabilidade da empresa e abrange a área das usinas nucleares e a Vila Residencial de Praia Brava.

Quanto ao Plano de Emergência Externo (PEE) – gerido pela Defesa Civil do estado do Rio de Janeiro –, a companhia afirma que também tem condições de cumprir as atribuições que lhe cabem. Uma das principais é fornecer transporte para a evacuação das áreas que ficam a um raio de até 5 km da central nuclear de Angra.

A Eletronuclear frisa ainda que solicitou ao governo do estado do Rio e ao Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República (GSI/PR) escolta para o transporte, até a unidade da empresa em Angra, de 36 mil litros de óleo diesel, que está sendo efetuado nesta terça-feira (29). Esse combustível é suficiente para garantir a operação das usinas nucleares e as necessidades do PEL e do PEE por um período adicional de 20 dias.

Além disso, tendo em vista a declaração de emergência por parte da prefeitura, a companhia solicitou uma reunião com a coordenação do PEE – realizada nesta segunda-feira, com participação de representantes da Comissão Nacional de Energia Nuclear (Cnen), do GSI e da Defesa Civil de Angra – para avaliar a situação de abastecimento de combustível do município. A conclusão foi de que não há nenhum fator que possa prejudicar a execução do plano de emergência.

Clique aqui para ler a carta na íntegra.

Fonte: Assessoria de Comunicação Social da Eletrobras Eletronuclear

Associação Brasileira de Energia Nuclear

Av. Rio Branco, 53, 17º andar, sala 1.702 - Centro Rio de Janeiro (RJ) - CEP 20.090-004 Tel/Fax: (21) 2203-0577 / 2266-0480