Receba as newsletters da ABEN:
Imagem loading
English

Pesquise uma Notícia

Por Data:

Ver Mais: 1 : 2 : 3 : 4 : 5 : 6 : 7 : 8 : 9 : 10

Dois Anos da Agência Naval Nuclear


Almirante (EN) Ruivo e Tripulação da Agência Naval / Divulgação Diretoria-Geral de Desenvolvimento Nuclear e Tecnológico da Marinha

(05/02/20) A Agência Naval de Segurança Nuclear e Qualidade - AgNSNQ é uma organização militar da Marinha do Brasil - MB que comemora seu segundo ano de existência em 5 de fevereiro de 2020 e cuja criação representou um passo importante, e muito necessário, tanto para os Programas de Submarinos e Nuclear da Marinha, quanto para a segurança nuclear em nosso País.

Os Programas da Marinha já contabilizam o domínio do ciclo completo do combustível nuclear e a capacidade de projetar e construir submarinos convencionais. Seu prosseguimento prescinde da AgNSNQ para o licenciamento e a fiscalização de submarinos com propulsão nuclear, cuja construção, comissionamento e operação são perseguidos há décadas.

A Agência vem suprir uma lacuna na segurança nuclear no Brasil, ao integrá-la à segurança naval de plantas nucleares embarcadas em navios, em benefício das tripulações, dos trabalhadores, do público e do meio ambiente.

O respaldo legal para tal atuação decorre da Lei nº 13.976/2020, que atribuiu competência específica ao Comando da Marinha em matéria de licenciamento e fiscalização de meios navais e suas plantas nucleares embarcadas para propulsão e do transporte de seu combustível nuclear.

Para exercer a nova competência, prevê-se que o Comandante da Marinha designe o Diretor-Geral de Desenvolvimento Nuclear e Tecnológico da Marinha - DGDNTM, um Almirante de Esquadra, para atuar como Autoridade Naval de Segurança Nuclear e Qualidade - ANSNQ.

Todo o apoio técnico necessário à tomada de decisões da Autoridade Naval Nuclear será provido pela Agência. Por reunir especialistas em plantas nucleares e em embarcações, trabalhando de forma integrada, ela elabora normas e procedimentos que dão ao Brasil uma capacitação inédita e essencial para o uso da energia nuclear na propulsão naval.

No processo de construção de todo um conhecimento novo em matéria de segurança nuclear, a AgNSNQ forma recursos humanos de alto nível, interage com suas contrapartes civis, nacionais e internacionais, e exerce um protagonismo muito bem-vindo, pois reforça o compromisso do País, expresso no Programa Nuclear Brasileiro, com um setor nuclear seguro e confiável.


Almirante de Esquadra Olsen, Almirante (EN) Ruivo e convidados / Divulgação Diretoria-Geral de Desenvolvimento Nuclear e Tecnológico da Marinha

Abrilhantaram a cerimônia de comemoração do segundo aniversário da Agência representantes das seguintes instituições: Comissão Nacional de Energia Nuclear (Cnen), Agência Brasileiro-Argentina de Contabilidade e Controle de Materiais Nucleares (Abacc), Academia Brasileira de Ciências (ABC), Instituto de Radioproteção e Dosimetria (IRD), Amazônia Azul Tecnologias de Defesa (Amazul), Indústrias Nucleares do Brasil (INB), Nuclebrás Equipamentos Pesados (Nuclep), Eletrobras Eletronuclear, Associação Brasileira de Energia Nuclear (Aben) e Diretoria-Geral de Desenvolvimento Nuclear e Tecnológico da Marinha (DGDNTM) e suas Organizações Militares subordinadas.


Almirante Olsen discursa durante o evento militar / Divulgação Diretoria-Geral de Desenvolvimento Nuclear e Tecnológico da Marinha

Fonte: Assessoria de Relações Institucionais e Comunicação Social da Diretoria-Geral de Desenvolvimento Nuclear e Tecnológico da Marinha (DGDNTM)

Associação Brasileira de Energia Nuclear

Rua Candelária, nº 65, 14º andar - Centro, Rio de Janeiro (RJ) - CEP 20.091-906 / Tel: (21) 2266-0480 / (21) 2588-7000 - ramal 4721