Receba as newsletters da ABEN:
Imagem loading
English

Pesquise uma Notícia

Por Data:

Ver Mais: 1 : 2 : 3 : 4 : 5 : 6 : 7 : 8 : 9 : 10

Com a chegada de novo lote de insumos, Ipen mantém regularidade na produção de radiofármacos

(14/04/20) Geradores de Tc-99m serão entregues conforme demanda. Comprometimento do Instituto é reconhecido pela Sociedade Brasileira de Medicina Nuclear (SMBN)

O Centro de Radiofarmácia (CECRF) do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (Ipen/Cnen-SP) continua trabalhando para garantir que os radiofármacos cheguem às clínicas durante a quarentena provocada pela pandemia da COVID-19. De acordo com Efrain Perini, gerente do CECRF, os dois fornecedores entregaram 99Mo esta semana, e o primeiro lote de Geradores Ipen-TEC n° 016/2020 começou a ser produzido nesta terça-feira.

"Amanhã [15 de abril] será produzido o segundo lote. Apesar das restrições logísticas devido à pandemia da COVID-19, nossa equipe de produção não parou nenhuma semana ao longo dessa quarentena", afirmou Perini, sempre ressaltando a dedicação dos servidores, que arriscam suas próprias vidas para garantir que os radiofármacos cheguem à sociedade.

Na semana passada, a produção dos Geradores Ipen-TEC do Lote n° 015/2020 ocorreu na quarta-feira, 8. Em comunicado aos clientes, o Serviço de Gestão Comercial (SEGCL) informou que até o momento todos os pedidos foram atendidos pelo Instituto e não restou nenhuma demanda em carteira. "Estamos empreendendo todos os esforços para que a população que precisa dos nossos produtos seja atendida", disse o superintendente do Ipen/Cnen-SP, Wilson Calvo.

Reconhecimento - O comprometimento do Ipen/Cnen-SP é reconhecido pela Sociedade Brasileira de Medicina Nuclear (SBMN). Em carta enviada ao superintendente Wilson Calvo, a diretoria agradeceu ao Instituto "pela sua atuação, que possibilitou a chegada de insumos vindos da África do Sul até o Instituto de forma segura", em ação integrada com a Comissão Nacional de Energia Nuclear (Cnen) e os Ministérios da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e das Relações Exteriores (MRE).

A SBMN também menciona o Gabinete de Segurança Institucional (GSI), coordenando o Comitê de Desenvolvimento do Programa Nuclear Brasileiro, e a Casa Civil da Presidência da República, conduzindo o Comitê de Crise para Supervisão e Monitoramento dos Impactos da COVID-19, como integrantes dessa ação envolvendo diferentes atores do governo brasileiro.

De acordo com a entidade, a cooperação é fundamental para superar desafios e dificuldades, como a que o país enfrenta hoje, com a pandemia. "Em grandes momentos de crise, somente quando há sinergia, união e comprometimento é que se superam os desafios. Com a atuação conjunta de várias instituições no Brasil e no exterior, inúmeros pacientes brasileiros poderão ser beneficiados esta semana com procedimentos de Medicina Nuclear", diz a carta.

Ao superintendente Wilson Calvo, a SBMN diz: "Agradecemos especialmente sua atuação e de todo o seu time. Ações como essa reforçam o espírito de cooperação e dedicação necessários para superarmos a crise e os impactos da COVID-19". Calvo salienta que a conquista é fruto de trabalho em colaboração entre a Cnen, o MRE o MCTIC, a Casa Civil e outros parceiros, e reafirma a todos o empenho e esforço dos servidores e colaboradores do Ipen/Cnen-SP na manutenção da produção dos radiofármacos durante a pandemia.

Trechos da carta da SBMN foram lidos pelo ministro-chefe da Casa Civil, Braga Netto, durante abertura da coletiva de imprensa sobre as ações do governo contra a pandemia do novo coronavírus. A participação do Ipen/Cnen-SP na produção de radiofármacos imprescindíveis para o diagnóstico e tratamento de câncer foi mencionada por Braga Netto.

Fonte: Assessoria de Comunicação Institucional do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (Ipen/Cnen)

Associação Brasileira de Energia Nuclear

Rua Candelária, nº 65, 14º andar - Centro, Rio de Janeiro (RJ) - CEP 20.091-906 / Tel: (21) 2266-0480 / (21) 2588-7000 - ramal 4721