Receba as newsletters da ABEN:
Imagem loading
English

Pesquise uma Notícia

Por Data:

Ver Mais: 1 : 2 : 3 : 4 : 5 : 6 : 7 : 8 : 9 : 10

Antonio Muller se despede do conselho da Abdan e deixa legado para o setor nuclear

Por Davi de Souza (davi@petronoticias.com.br)

(13/01/20) A história de Antonio Muller anda pari passu com a trajetória do setor nuclear brasileiro. Sua caminhada nesta indústria começou ainda nos anos 1960, quando ajudou o segmento a dar seus primeiros e decisivos passos. Muller participou do desenvolvimento de Angra 1, trabalhando na especificação e edital para escolha do fornecedor da usina. Também esteve presente na implantação de Angra 2 e 3 durante o período em que atuava como executivo de Furnas. Já possuía um currículo impecável a essa altura, quando em março de 2007, aceitou um novo desafio: assumir a presidência da Associação Brasileira para o Desenvolvimento de Atividades Nucleares (Abdan). A missão não era simples. Estava em suas mãos a responsabilidade de dar uma nova dimensão à entidade, que na época ainda possuía uma estrutura muito pequena. Ele liderou a Abdan durante uma década, até 2017, deixando um legado extremamente positivo para a associação e, claro, para o setor. Um trabalho que recebe reconhecimento até os dias de hoje. "O sentimento nesse momento é de agradecimento. A gestão de Antonio Muller trouxe um novo patamar e todos nós, membros da Abdan, somos muitos gratos por todo o seu trabalho e esforço em prol do fortalecimento da nossa associação. Em nome da Abdan, queremos deixar nosso reconhecimento pelo seu empenho", declarou o atual presidente da entidade, Celso Cunha. No início deste ano, Muller decidiu sair do conselho da associação. Nesta entrevista especial ao Petronotícias, ele relembra como foi sua chegada à Abdan, conta um pouco do desenvolvimento da energia nuclear no Brasil e diz também que continua disposto a contribuir com a indústria. "Hoje, a Abdan tem um reconhecimento mundial e é muito respeitada no setor. Eu me orgulho muito de ter contribuído com isso. E estarei à disposição para contribuir sempre que for necessário", declarou.

Confira a entrevista aqui.

Fonte: Petronotícias - RJ

Associação Brasileira de Energia Nuclear

Rua Candelária, nº 65, 14º andar - Centro, Rio de Janeiro (RJ) - CEP 20.091-906 / Tel: (21) 2266-0480 / (21) 2588-7000 - ramal 4721